FRP

FRP

Em materiais compósitos, o exame por emissão acústica pode detectar danos do tipo: trincamento da resina, descolamento da fibra, quebra da fibra, delaminação e falha na “colagem” em juntas montadas (por exemplo conexões, bocas de visita, etc). Falhas em áreas não tensionadas e falhas que são estruturalmente insignificantes não geram emissão acústica.

Esta pratica é conveniente para inspeção durante a operação para determinar integridade estrutural do equipamento em serviço com mínima interrupção do processo.

Indicações localizadas por Emissão Acústica podem ser examinadas por outras técnicas, tais como exame visual, ultrassom, líquidos penetrantes, etc e podem ser reparadas e testadas apropriadamente.

Para materiais FRP (plástico reforçado em fibra de vidro) são utilizadas as normas ASME V – artigo 11 e a ASTM E 1067 /1067M como referencia.