EMAT

EMAT

Pesquisa, mapeamento de áreas desgastadas e medição de espessuras residuais. A varredura utilizando “carrinhos” especiais permite a inspeção completa das áreas de interesse; a visão A-SCAN mostra os valores de espessura e permite a distinção entre os “ecos” da superfície oposta e de descontinuidades tais como inclusões, “duplas laminações” e vazios; e a visão B-scan registra o perfil de espessuras da região fornecendo uma visualização da morfologia do desgaste e das espessuras residuais de cada ponto.

A utilização de cabeçotes tipo EMAT (Eletromagnéticos-acústicos) permite a inspeção total dos tubos que operam em temperaturas elevadas, tais como tubos de fornalhas e superaquecedores de caldeiras com um mínimo de acesso, um mínimo de preparação de superfície e até mesmo sem limpeza, e sem uso de acoplantes. O método é altamente versátil, ágil e preciso.

O conhecimento de 100% das espessuras dos tubos de superaquecedores é fundamental para o calculo das tensões atuantes em cada ponto, e conseqüentes previsões de vida em fluência.

A técnica é fundamental e muito pratica para a inspeção de tubos de fornalhas de caldeiras quanto às perdas de espessura localizadas causadas, por exemplo, por corrosão-sob-depósitos.